quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Adventista no Programa de Anna Hickmann

A comunidade Adventista no Brasil não comenta outra coisa a não ser o caso da publicitária Wasthi Lauers, que pediu dispensa de participar em um programa de TV, no qual precisaria ficar "confinada" com outras condidatas a Repórter.

Diversos outros sites de notícias também publicaram a matéria, dando um destaque para o testemunho de fé da jovem (clique aqui). É claro que alguns outros, com uma "ideologia" mais preconceituosa, não perderam a oportunidade de criticarem o comportamento "fanático" ou "judaizante" dos Adventistas.

Fico triste porque mesmo entre os seus "irmãos" de fé, ela também encontrou quem a criticasse. Em uma visão muito "fria", de quem está de fora apenas "assistindo" os fatos (e muitas vezes não teria a mesma coragem que ela teve em se revelar e, talvez, perder uma oportunidade de crescer na profissão), poderíamos dizer que ela foi imprudente em entrar em um programa do qual já sabia que não podeia manter sua fidelidade a Deus.


Mas, não foi isso também que aconteceu com outra personagem da Bíblia, no contexto da história de outra Vasti?!

Quem somos nós para julgarmos alguém que nem conhecemos? Quantos podem, com plena certeza, dizer que não foi desígnio do Senhor em ter colocado esta Adventista do Sétimo Dia para dar seu testemunho EM REDE NACIONAL DE TELEVISÃO, diante de uma das mais respeitadas e admiradas apresentadoras deste País?! Eu não tenho esta certeza...

Nos últimos anos tenho aprendido a olhar para meus irmãos com o olhar de Jesus... não com o olhar dos fariseus e "doutores" da lei. Estes, sim, estavam sempre prontos a verem motivos de crítica em tudo... ATÉ NOS MILAGRES QUE CRISTO OPERAVA!

Parabéns, Wasthi Lauers! Estou certo que Deus abrirá muitas e muitas outras portas para sua carreira profissional... mas se não as abrir, você pode dormir tranquila por saber que faz parte da minoria que "jura com dano próprio mas não se retrata" (Salmo 15:4).

Uma genuína candidata ao Reino de Deus!

VEJA O VÍDEO ABAIXO:

 
Retirado de: Gilson Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário