terça-feira, 15 de novembro de 2011

Fim?

Estou pensando em descontinuar esse blog. Não seria a eliminação, como fiz com os outros, apenas deixaria de publicar nele, mas ele continuaria existindo para que quiser pesquisar em seu conteúdo. Ainda não decidi. Opinem nos comentários por favor. E enquanto decido conheçam e visitem meu blog mais ativo, o Blog do Distrito.

Tudo que há no Comportamento Cristão também está no Blog do Distrito (tudo e muito mais, aqui há cerca de 500 posts, lá há mais de 1800).

O Decreto Dominical já está assinado

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Os Cristãos Precisam Juntar-se a uma Igreja?


Os cristãos precisam juntar-se a uma igreja?

Cristãos não têm que se juntar a uma igreja para serem salvos, para serem amados por Deus e perdoados por seus pecados; mas é um pouco estranho se eles não fizerem isso.

Então, é um pouco estranho perguntar isso como é estranho perguntar à esposa porque ela vive com seu marido. O status implica em ter relação. Ser cristão implica ter certa relação com a igreja, com um grupo de outros cristãos.

É isso que você vê no livro de Atos. Nos primeiros cristãos, isso não precisava ser falado. Quando eles se tornavam cristãos, começavam a se reunir em igrejas. Estes são impulsos normais de alguém que conheceu o perdão e graça de Deus. Eles querem estar com outras pessoas que amam a Deus da mesma maneira. Eles querem ouvir ensinamentos sobre Deus para conhecê-lO melhor. Eles querem adorar a Deus com outras pessoas. Querem orar a Deus com outras pessoas. Amar outras pessoas como expressão do amor deles por Deus.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Criacionistas realizam ato público em Campinas


 Fundado há pouco mais de um mês, o Clube Criacionista de Campinas, SP, realizou sua primeira manifestação pública no domingo, 6 de novembro, com a distribuição de mudas de plantas ornamentais e uma marcha ao redor da Lagoa do Taquaral, com mais de 165 mil metros quadrados de área. Com camisetas alusivas ao clube e carregando um globo gigante, os participantes chamaram a atenção de caminhantes e pessoas que se exercitavam nessa área de preservação ambiental da cidade. As pessoas eram abordadas e recebiam a muda de uma planta ornamental natural de regiões áridas, com grande capacidade de absorção de água. Junto com a muda, recebiam um folheto com orientações sobre como cuidar da planta e uma mensagem sobre a origem da vida a partir da criação divina.

“Esta foi a primeira atividade externa do clube, e pretendemos chamar a atenção da comunidade para uma reflexão sobre nossas origens”, disse Eliézer Militão, um dos coordenadores da mobilização. Para ele, apesar da pouca importância que a mídia dedica ao criacionismo, é possível abordar essa teoria de forma lúdica e levar as pessoas a considerar sobre a criação do Universo. “Assim como essas plantas, nós não viemos do acaso; fomos criados por um designer, e esse designer é Deus”, afirmou.

A bióloga Maiara Lustosa de Oliveira, 22 anos, foi uma das que mais se envolveram com a campanha. Cursando o mestrado em Biologia Celular Estrutural, ela defendeu uma popularização da discussão entre as teorias da evolução e da criação, que divergem sobre a origem da vida. “Infelizmente, esse tema não é muito debatido, sendo exclusivo de alguns acadêmicos e estudiosos; acredito que é preciso expandir as discussões a respeito. Por isso que envolvemos diversas pessoas, de diversas áreas, para realizar atividades que permitam uma maior interação sobre o assunto”, declarou.

Atualmente, cerca de 60 pessoas participam do Clube Criacionista de Campinas. Antes da primeira manifestação, os participantes realizaram discussões a partir de um estudo de dez lições, baseado no livro bíblico de Gênesis. “Pretendemos realizar outras atividades, como caminhadas e observações dos astros”, declarou Militão. O grupo também pretende fazer uso das mídias sociais e realizar outros atos em lugares públicos.

(Heron Santana, Associação Paulistana Central da IASD)


Fonte: Criacionismo

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Este é o Nosso Deus

As 95 Teses de Lutero

Em 31 de Outubro de 1517, Martinho Lutero afixou na porta da capela de Wittemberg 95 teses que gostaria de discutir com os teólogos católicos, as quais versavam principalmente sobre penitência, indulgências e a salvação pela fé. O evento marca o início da Reforma Protestante, de onde posteriormente veio a Igreja Presbiteriana, e representa um marco e um ponto de partida para a recuperação das sãs doutrinas. 

Movido pelo amor e pelo empenho em prol do esclarecimento da verdade discutir-se-á em Wittemberg, sob a presidência do Rev. padre Martinho Lutero, o que segue. Aqueles que não puderem estar presentes para tratarem o assunto verbalmente conosco, o poderão fazer por escrito.Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.
1ª Tese Dizendo nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo: Arrependei-vos…., certamente quer que toda a vida dos seus crentes na terra seja contínuo arrependimento.
2ª Tese E esta expressão não pode e não deve ser interpretada como referindo-se ao sacramento da penitência, isto é, à confissão e satisfação, a cargo do ofício dos sacerdotes.
3ª Tese Todavia não quer que apenas se entenda o arrependimento interno; o arrependimento interno nem mesmo é arrependimento quando não produz toda sorte de modificações da carne.
4ª Tese Assim sendo, o arrependimento e o pesar, isto é, a verdadeira penitência, perdura enquanto o homem se desagradar de si mesmo, a saber, até a entrada desta para a vida eterna.
5ª Tese O papa não quer e não pode dispensar outras penas, além das que impôs ao seu alvitre ou em acordo com os cânones, que são estatutos papais.
6ª Tese O papa não pode perdoar divida senão declarar e confirmar aquilo que Já foi perdoado por Deus; ou então faz nos casos que lhe foram reservados. Nestes casos, se desprezados, a dívida deixaria de ser em absoluto anulada ou perdoada.
7ª Tese Deus a ninguém perdoa a dívida sem que ao mesmo tempo o subordine, em sincera humildade, ao sacerdote, seu vigário.
8ª Tese Canones poenitendiales, que não as ordenanças de prescrição da maneira em que se deve confessar e expiar, apenas aio Impostas aos vivos, e, de acordo com as mesmas ordenanças, não dizem respeito aos moribundos.
9ª Tese Eis porque o Espírito Santo nos faz bem mediante o papa, excluído este de todos os seus decretos ou direitos o artigo da morte e da necessidade suprema

domingo, 30 de outubro de 2011

John Piper – A Regra de Martinho Lutero a Respeito de Como se Tornar um Teólogo

Oração, Meditação E Provações – O Caminho para o Entendimento
Martinho Lutero nasceu em 10 de novembro de 1483, em Eisleben, Alemanha. Morreu em 18 de fevereiro de 1546. Durante esses anos, ele pregou mais de 3.000 sermões e escreveu 50.000 páginas. De seu cargo como Professor de Teologia, na Universidade de Wittenberg, ele desempenhou um papel importante na criação da Reforma.


Ele nos dá conselhos profundos a respeito de obter o máximo de nossa Bíblia. Não seja desestimulado pela palavra “teologia”. O que Lutero tinha em mente era uma leitura e uma meditação firme e consistente a respeito do que Deus diz. Isto é para todos: “Quero que vocês saibam como estudar teologia de maneira correta. Eu mesmo tenho praticado este método… O método do qual estou falando é aquele que o rei Davi nos ensina em Salmos 119… Neste salmo, encontramos três regras, que são: oração, meditação e provação.” As citações que apresentamos em seguida vêm da obra What Luther Says: An Anthology, compilada por Ewald M. Plass (St. Louis: Concordia Publishing House, 1959, v. 3, p. 1359-1960).

Os reis citados em Apocalipse 17 são os papas?

sábado, 29 de outubro de 2011

Sábado nos Pólos


Nas Regiões Polares dias e noites duram seis meses. Guarda-se o Sábado lá? Lógico que sim! Como?
Veja:
Vendo que as Escrituras Sagradas ensinam a observância do Sábado do pôr-do-Sol ao pôr-do-Sol, pessoas há que concluem ser isso impossível no Extremo Norte, onde há todos os anos um período durante o qual o Sol permanece no alto, e outro em que ele permanece oculto abaixo do horizonte, durante as completas vinte e quatro horas do dia.
É certo que residem ali numerosos observadores do Sábado, os quais afirmam não ser difícil saber quando chega a hora do pôr-do-Sol, para então iniciarem a observância do dia de repouso. Surpreendem-se com efeito, ao saberem que haja quem isso julgue impossível.
No período em que o Sol está oculto abaixo do horizonte, os guardadores do Sábado no Extremo Norte observam o dia de sexta-feira ao meio-dia até o Sábado ao meio-dia, porquanto essa hora corresponde ao pôr-do-Sol na região ártica no inverno. Pois todos os dias, enquanto o Sol se oculta sob o horizonte meridional, ele atinge seu zênite ao meio-dia, visto como nessa hora tanto se levanta como se põe, abaixo do horizonte.
Daí por diante, passa a ser visível o pôr-do-Sol, assinalando o começo e o fim do sétimo dia. Cada dia o Sol se ergue um pouco mais cedo e se põe um pouco mais tarde, de modo que a 21 de março (equinócio vernal), o nascer do Sol se dá às 6 horas da manhã, pondo-se às 6 horas da tarde.
Nos dias de verão, em que o Sol não se põe, quando ele alcança o zênite (o ponto mais alto em seu aparente caminho circular no Céu) os habitantes de além do círculo ártico sabem que é meio-dia. E quando chega ao nadir (o ponto mais baixo em seu aparente caminho circular no Céu), nos dias de verão, eles sabem que é meia-noite. Este ponto mais baixo no aparente circuito solar de vinte e quatro horas no Céu é pelos habitantes daquela região denominado ponto do norte. Corresponde, como dissemos, ao pôr- do-Sol. Daí, os habitantes de além círculo ártico, observam no verão o sétimo dia de meia-noite de sexta-feira até meia-noite de Sábado, pois o Sol está então em seu nadir (o ‘mergulho’), que é também o ponto do pôr-do-Sol.
Nem os observadores do domingo nem os do Sábado têm qualquer dificuldade em saber quando começa seu dia de repouso religioso, no Extremo Norte. Em dois períodos do ano o visível pôr-do-Sol serve de sinal para marcar o princípio e o fim do sétimo dia para os adventistas na região ártica. E nos dias em que o Sol não aparece acima do horizonte, o Sábado é observado de sexta-feira, ao meio-dia, até o meio-dia do Sábado, por isso que essa hora corresponde ao tempo do pôr-do-Sol, segundo o prova o último pôr-do-Sol visível ocorrido no princípio do período, e o primeiro pôr-do-Sol visível ocorrido no final do período. Mas durante o tempo em que o Sol está no Céu contínuamente, o Sábado é observado de sexta-feira à meia-noite, até meia-noite do Sábado, porque o Sol está em seu nadir nesse momento do dia, como o provam o último pôr-do-Sol visível no princípio do período, e o primeiro visível pôr-do-Sol ocorrido no final do período.” – R.L. Odom, The Lord’s Day On a Round World, págs. 121, 122,138,140,141,143,144. Citado em Consultoria Doutrinária, pág. 154.
“E mesmo na terra do ‘Sol da meia-noite’, pergunte-se a um explorador dos polos e ele achará ridícula a idéia de não ter ali noção do dia, seu começo e fim. Os exploradores árticos mantêm a exata contagem dos dias e semanas em seus diários, relatando o que fizeram em determinados dias. Eles dizem que naquela estranha e quase desabitada terra, é possível notar a passagem dos dias durante os meses em que o Sol está acima do horizonte, pelas posições variáveis do Sol, e durante os meses em que o Sol está abaixo do horizonte, pelo vestígio perceptível do crepúsculo vespertino. E se um sabatista se encontrasse lá no polo, e tivesse algum receio de perder a contagem das semanas, bastar-lhe-ia dirigir-se, por exemplo, a uma missão evangélica entre os esquimós, e lá obteria a informação do que deseja, pois os missionários sem dúvida saberiam quando é domingo para nele realizarem sua Escola Dominical… Certamente que eles não perderiam o ciclo semanal.” – Arnaldo B. Christianini, Subtilezas do Erro, pág. 177-178.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Distorcendo a Verdade

Meu professor de filosofia certa vez disse que é possível você contar uma mentira falando somente a verdade. Impossível? Eu posso dizer, por exemplo, “conheço o homem mais rico do mundo”. Automaticamente levei você a pensar que eu já estive com Carlos Slim Hélu, o mexicano que conta com uma fortuna de US$ 53,5 bilhões. Mas eu o conheço de sites e revistas que publicaram matérias relacionadas a ele! O nome disto é falácia e nada mais é do que distorcer a verdade.

Vejamos outro exemplo: “Existem mais erros entre os manuscritos do Novo Testamento (NT) do que o número de palavras desde Mateus até Apocalipse.” Vou explicar melhor: existem hoje, aproximadamente, 5.700 manuscritos gregos do NT, mas eles diferem entre si em 400 mil frases, e o texto grego do NT contém 137 mil palavras! Antes de afirmar: a Bíblia está cheia de erros! – não se engane, a ideia acima está distorcendo a verdade.

Vamos analisar as informações acima: De fato, existem milhares de manuscritos gregos do NT. Eles foram produzidos desde o 2º século d.C. até a invenção da imprensa, no século 15. Imagine só copiar diversos e diversos textos em uma época onde a iluminação não era das melhores e para complicar, pense nos diversos copistas que tinham problemas de visão, como eu, que sou míope! Lembrando apenas que o óculos foi inventado na Europa, na Idade Média. Portanto, é natural encontrarmos copias diferentes.

E o que dizer destas diferenças? Elas alteram completamente a nossa Bíblia? A resposta é um enfático não! Note, por exemplo, o texto de Gálatas 4:28, que diz: “Vós, porém, irmãos, sois filhos da promessa…”. Alguns manuscritos trazem ao invés de “vós” o pronome “nós”. Motivo? Os pronomes “nós” (hemeis) e “vós” (hymeis) são muito parecidos. Esse tipo de erro era muito entre os copistas. Outros diferenças não passam de erros gramaticais que nem sequer fazem diferença para o nosso português.

Muitas pessoas hoje tem deixado a fé cristã por não entenderem isto. Em 2005, o erudito bíblico e ex cristão Bart Ehrman lançou um livro chamado Misquoting Jesus (Distorcendo Jesus), (traduzido maldosamente para o nosso idioma sob o título “O que Jesus disse? O que Jesus não disse? Quem mudou a Bíblia e Por quê?”). Apesar de bem escrito, trata-se de uma avalanche de falácias colocadas dentro de um livro. Diversos acadêmicos cristãos publicaram suas respostas contra esta polêmica obra. (1)

“Erros na Bíblia? Ninguém me falou sobre isto!”, você pode estar pensando. Mas lembre-se, o livro sagrado não caiu pronto do Céu. Homens foram usados pelo Espírito Santo na sua composição (2 Pedro 1:21). Ele não apenas inspirou a mente dos escritores, mas também não permitiu que ninguém alterasse as Sagras Escrituras.

……..

(1)Destaco aqui a obra de Timothy Paul Jones, Misquoting Truth – A Guide to the Fallacies of Bart Ehrman’s Misquoting Jesus, publicada pela InterVarsity Press, em 2007. Ainda sem tradução para língua portuguesa.




domingo, 2 de outubro de 2011

Quando uma criança está em condições de se decidir ao lado de Cristo?

Uma preocupação que os pais normalmente têm é sobre como conseguir que as crianças tomem decisões relacionadas à experiência religiosa, desde as mais simples, como obedecer, até as mais complexas, como aceitar a Cristo e pedir o batismo. É justificada esta preocupação? O quanto é possível alcançar neste sentido? Até onde os pais devem orientar os filhos para que tomem uma decisão?


A VONTADE COMO GERADORA DE DECISÕES


A decisão é um ato da vontade. Aprende-se a decidir quando aprende-se a exercer a vontade. A criança não é uma máquina caça-níquel na qual colocamos moedas e esperamos algum resultado. Não é sempre possível – nem conveniente- contar-lhe uma história e arrancar-lhe uma decisão.

A insensatez dos Gálatas

Gálatas 3:1-5
“Ó insensatos gálatas! quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós? Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé? Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne? Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão. Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, fá-lo pelas obras da lei, ou pela pregação da fé?”
O dicionário Michaelis define o adjetivo Insensato: (in.sen.sa.to) adj (lat insensatu) 1 Que não é sensato, falto de senso. 2 Contrário ao bom senso e à razão.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Não deixem isso acontecer!

Pr. Robert H. Pierson, ex-presidente da Conferência Geral dos Adventistas do Sétimo Dia (1966-79), proferido a 16 de outubro de 1978 perante o Concílio Anual da Igreja mundial.


Esta será a última vez que me apresentarei no meu atual cargo perante os líderes mundiais da minha igreja, a vossa igreja, a nossa igreja, e tenho algumas palavras para vos deixar.

Tomo os meus pensamentos a partir de algo que o irmão e a irmã Ralph Neal escreveram, descrevendo como tipicamente uma seita evolui para uma igreja. Eles dizem que uma seita é muitas vezes iniciada por um líder carismático com tremenda energia e empenho, e que surge como um protesto contra o mundanismo e formalismo de uma igreja. É geralmente acolhida pelos pobres. Os ricos perderiam demasiado juntando-se-lhe, já que é impopular, desprezada e perseguida pela sociedade em geral. Tem crenças definidas, firmemente apoiadas por membros zelosos. Cada membro faz uma decisão pessoal de se juntar e sabe no que acredita. Há pouca organização ou propriedades e há poucos edifícios. Pregadores, muitas vezes sem educação, surgem por compulsão interior. Há pouca preocupação com relações públicas.



E então passa para a segunda geração. Com o crescimento vem a necessidade de organização e edifícios. Como resultado da indústria e frugalidade, os membros tornam-se prósperos. Com o aumento da prosperidade, a perseguição começa a diminuir. As crianças nascidas no movimento não têm que tomar decisões pessoais para nele participar. Eles não sabem necessariamente sabem no que acreditam. Não precisam para chegar às suas próprias decisões. Elas foram elaborados para eles. Pregadores surgem mais pela seleção e pelo aprendizado para os membros mais velhos do que por compulsão interna direta.
Na terceira geração, a organização desenvolve-se e as instituições são estabelecidos. É achada necessidade de escolas para transmitir a fé dos pais. Faculdades são estabelecidas. Os membros têm de ser exortados a viver de acordo com as normas, enquanto ao mesmo tempo, os padrões de adesão vão sendo rebaixados. O grupo torna-se negligente com o corte de membros não praticantes. O zelo missionário esfria. Há mais preocupação com relações públicas. Os líderes estudam métodos de propagação da sua fé, por vezes empregando recompensas extrínsecas como motivação aos membros para o serviço. Os jovens questionam porque são diferentes dos outros, e contraem matrimónio com aqueles que não são da sua própria fé.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

TRÊS DICAS PARA UM CASAMENTO FELIZ

TRÊS DICAS PARA UM CASAMENTO FELIZ:

Texto: Ler Gên 24.1-27; 62-67- Faz referências ao casamento de Isaque com Rebeca.

O casamento é uma instituição divina. Ver Gên 2:24. Para que cumpra os desígnios divinos não pode ser realizado de qualquer maneira.

1- A escolha do cônjuge devia ser feita através da oração:

Embora a escolha da esposa fosse uma prerrogativa do pai do noivo, foi Deus e não Abraão quem escolheu a esposa para Isaque. Ver Gên.24:44. A oração é um fator indispensavel para que a escolha do conjuge venha de Deus

sábado, 24 de setembro de 2011

Um manifesto contra o criacionismo

Um grupo de 30 dos mais proeminentes cientistas [sic], entre eles Richard Dawkins [foto ao lado] e David Attenborough, assinou uma petição defendendo a ideia de que a Teoria da Evolução, de Charles Darwin, deve ser ensinada às crianças a partir dos cinco anos. Em carta ao governo britânico o grupo pede o combate às aulas de criacionismo nas escolas. O ensino do criacionismo e do design inteligente nas aulas de ciência, como se fossem teorias científicas, vem ganhando defensores e causando polêmica em todo o mundo. Embora o ensino da Teoria da Evolução não seja compulsório nas escolas primárias do Reino Unido, muitas já ensinam alguns de seus aspectos nas aulas. A proposta de colocar a Evolução no currículo nacional foi aceita pelo governo anterior, mas derrubada no ano passado e, atualmente, está sendo revista pelo Ministério da Educação.

A crença religiosa segundo a qual a humanidade, a vida e o próprio planeta Terra teriam sido criados por Deus em seis dias vem alimentando polêmica em diversos países nos últimos anos desde que ganhou novas roupagens, como o chamado design inteligente, e ampliou sua popularidade. A polêmica tomou os Estados Unidos e o Reino Unido. O biólogo Richard Dawkins, da Universidade de Oxford, acabou se tornando uma das principais vozes em defesa do evolucionismo de Charles Darwin.

A petição do governo britânico sustenta que embora o criacionismo e o design inteligente não sejam teorias científicas, eles são apresentados como se o fossem por “fundamentalistas religiosos” que tentam promover suas visões de mundo em escolas financiadas com verbas públicas.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Especial NT 11 de Setembro

Um programa especial que apresenta histórias de pessoas que testemunharam a tragédia do 11 de setembro de 2001 em Nova Iorque. Os convidados fazem uma análise dos fatos após 10 anos.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Ed René Kivitz - TALMIDIM 210: Dignidade

A Criação, por Ronaldo Fagundes

O Está Escrito Apresenta, "A Criação", narrado por ronaldo Fagundes, o Poema originalmente escrito por James Jonhson (The Creation), foi adaptado por Ailto Santana para o segundo episódio da Série Nisto Cremos, "Cremos na Criação".

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A quadrilha que denigre o cristianismo

O bispo Edir Macedo Bezerra, líder religioso da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), e outros três dirigentes da entidade foram denunciados nesta segunda-feira, 12, pelo Ministério Público Federal (MPF) por lavagem dinheiro e evasão de divisas, formação de quadrilha, falsidade ideológica e estelionato contra fiéis para a obtenção de recursos para a IURD. Eles são acusados de pertencer a uma quadrilha usada para lavar dinheiro da IURD, remetido ilegalmente do Brasil para os Estados Unidos por meio de uma casa de câmbio paulista, entre 1999 e 2005. Os quatro também são acusados do crime de falsidade ideológica por terem inserido nos contratos sociais de empresas do grupo da IURD composições societárias diversas das verdadeiras. O objetivo dessa prática era ocultar a real proprietária de diversos empreendimentos, qual seja, a IURD. Os três dirigentes da igreja denunciados são o ex-deputado federal João Batista Ramos da Silva, o bispo Paulo Roberto Gomes da Conceição e a diretora financeira Alba Maria Silva da Costa.

Segundo a denúncia, do procurador da República Sílvio Luís Martins de Oliveira, o dinheiro era obtido por meio de estelionato contra fiéis da IURD, por meio do “oferecimento de falsas promessas e ameaças de que o socorro espiritual e econômico somente alcançaria aqueles que se sacrificassem economicamente pela Igreja”.

O Procurador da República Silvio Luís Martins de Oliveira também encaminhou cópia da denúncia à área Cível da Procuradoria da República em São Paulo, solicitando que seja analisada a possibilidade de cassação da imunidade tributária da IURD.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Dicas para militantes ateus

Você viu a “luz” e decidiu entregar sua vida à militância ateísta. Muito bem. Agora que você vai lutar por um mundo melhor (livre de crenças religiosas, principalmente o cristianismo), há certas coisas que você não pode dizer ou pensar. Pode até pensar, mas tem que ter o cuidado de nunca dizê-las. Há certos chavões e atitudes que podem fazer toda a diferença em sua vida. Ficam aqui algumas dicas que podem ajudá-lo a ser um militante ateu intelectualmente realizado:

1) Sempre que lhe apresentarem evidências da existência de Deus, diga que é um “argumento do espantalho”, “raciocínio circular” ou “falácia da bifurcação”. Se alguma coisa for transcrita de outro lugar, diga que é “quote-mining”. Se a afirmação for de um evolucionista, diga que “foi tirada do contexto”.

2) Sempre que um cristão disser que “coisas criadas implicam um Criador”, rejeite esse argumento de senso comum, dizendo: “Isso é o velho argumento do relógio de William Paley”. Tome o cuidado de nunca dizer como isso refuta o que o cristão disse.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Está Escrito - Nisto Cremos - Cremos em Deus



Série Nisto Cremos do Está Escrito, no episódio Cremos em Deus, Ivan Saraiva fala da necessidade de crer, e por que crer em Deus.
Ao Final os Arautos do Rei cantam "Você Nunca Está Sozinho"

O Está Escrito é um programa da TV Novo - Tempo www.novotempo.com/estaescrito

sábado, 3 de setembro de 2011

Está Escrito Adoração - Eu tenho medo de Deus


Medo de Deus. Você tem ou já teve medo de Deus? Qual a diferença entre temor e medo? Asssita e saiba as respostas.
Mensagem musical com Fernanda Camilo.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Não exponha o seu corpo

Vamos pensar num assunto difícil de ser modificado pelas pessoas, mais jovens do que idosos, mas também por parte de pessoas de mais idade. Reflita sobre o que aqui será exposto e tenha coragem de mudar, se necessário, o que você tem feito quanto à exposição do seu corpo. Não tenha medo de críticas.

Um corpo bonito é bonito. Um corpo bonito, um rosto bonito atraem a vista, são agradáveis de ver, mas não devemos nos esquecer de que o corpo é o sustentáculo da mente, e é na mente onde encontramos as maiores expressões da pessoa. Muitas pessoas bonitas de corpo e de rosto se sentem péssimas quanto a si mesmas, talvez até porque a família, amigos, etc. sempre elogiavam e exaltavam os aspectos físicos dessa pessoa que aprendeu que o maior valor dela estaria nas características físicas. Ela mesma pode ter crido nisso e passado a viver de acordo com essa crença (falsa) e, assim, ter impedido o crescimento interior de sua pessoa. E tal impedimento, com frequência, gera problemas emocionais muitas vezes complicados e produtores de muito sofrimento pessoal.

domingo, 28 de agosto de 2011

Novos tempos, maiores exigências

Não há dúvidas de que a tecnologia veio para mudar nossa vida e trazer facilidades. Hoje é possível se comunicar gratuitamente com uma pessoa do outro lado do mundo, vendo o rosto dela numa tela, ao mesmo tempo em que se envia para ela um arquivo de filme (ou outra coisa qualquer) via internet. Os buscadores economizam horas de pesquisa e os blogs e redes sociais ajudaram a democratizar a informação, possibilitando ao receptor o acesso a ferramentas que facilmente o tornam, também, emissor da informação. As infovias poderiam até ser comparadas às estradas romanas do primeiro século, que facilitaram o contato das pessoas e a disseminação de informações no antigo Império Romano. Os modernos, rápidos e fáceis meios de comunicação atuais certamente estão no contexto da nova “plenitude dos tempos”, em que há plenas condições de comunicar as boas-novas da volta de Jesus ao mundo. Se Ele ainda não voltou, não foi por falta de recursos comunicacionais. Mas essa é outra discussão...

Entretanto, com as facilidades vêm também os desafios. É tanta informação disponível, que muita gente não consegue mais administrar essa avalanche. Como selecionar nessa imensa prateleira de conteúdos o que é relevante e desprezar o irrelevante? Como desenvolver essa habilidade de foco e não nos perdermos nas águas virtuais? Chegou o tempo em que os cristãos devem escolher entre o bom e o essencial. Há muita coisa boa na internet, mas se nos dedicarmos a todas elas, não mais nos sobrará tempo para o que é essencial: a comunhão com Deus, o relacionamento com a família e os amigos (afinal, “as coisas mais importantes na vida não são coisas”, como escreveu Anthony J. D’Angelo) e a missão (sim, porque nós, cristãos, não estamos aqui numa colônia de férias, mas no campo de uma batalha; e temos uma obra a concluir).

Além da tentação da perda de tempo com o que é bom, há também o perigo maior da submersão em águas turvas. Quanto mais a informação se torna acessível (ponto positivo), mais o lixo internético se aproxima, também, das pessoas (ponto negativo). Se antigamente (e “antigamente”, hoje, nestes tempos velozes, pode ser vinte anos atrás, apenas) o rapaz, para ter acesso à pornografia, tinha que se expor, fingir que era mais velho e comprar uma revista na banca de jornais, hoje, no recôndito de seu quarto, atrás de um monitor, no anonimato conveniente e à distância de apenas um clique, todo um universo imoral e viciante se lhe abre aos olhos. A armadilha é satanicamente perfeita: a sociedade apresenta moral questionável e carregada de valores invertidos; as pessoas perdem cada vez mais a capacidade de resistir à tentação e se acostumam ao pecado (Rm 12:2); então vem a serpente virtual e esfrega o fruto do pecado no nariz da vítima. É... quem disse que viver nos últimos dias seria coisa fácil?

Li recentemente um artigo interessante: “Forget Dagon, Baal, and Asherah: smartphones are the new idols”. Nele o autor fala da escravidão crescente aos smartphones, iPads, etc., e fala também do mal da distração. Aqui não pude deixar de pensar na invasão das igrejas por esses equipamentos. Tem gente que nem leva mais a Bíblia (de papel) para os cultos e isso tem gerado discussões. Talvez algo parecido tenha ocorrido quando da transição dos pergaminhos para o livro... Mas o fato é que a mudança do papel (que, ao que tudo indica e ao contrário do que alguns vaticinaram, não vai deixar de ser usado tão cedo) para o digital ainda causa certa estranheza, e o pior: o uso desses equipamentos pode acarretar distração justamente onde isso não deveria ocorrer: no local em que se prega a Palavra de Deus e em que buscamos um encontro especial com o Criador.

Para alguns, a Bíblia (em papel) ainda tem toda a simbologia de livro separado, já o celular tem a característica do secular, ferramenta do dia a dia em que se faz de tudo (até ligações telefônicas!). Usar a Bíblia no iPod ou no iPad é muito prático, mas parece ainda não ter se revestido do caráter reverente e profundamente simbólico de abrir e folhear as páginas sagradas. Para os guardadores do sábado, o sétimo dia da semana é aquele em que se usam roupas separadas/especiais, procura-se preparar um prato diferente, enfim, um dia sagrado, libertador da rotina. Não seria também o caso de se ter uma Bíblia “separada”? Caminhar pelas ruas com a Bíblia nas mãos é, também, uma maneira de dizer ao mundo que somos cristãos. Mas quem vai saber que temos a Bíblia em nosso smartphone?

Entenda bem: não estou sugerindo que o uso desses equipamentos na igreja seja pecado ou moralmente condenável. Quero apenas lembrar que a utilização deles deve ser regida pela racionalidade e pela espiritualidade. (Eu não disse que estes tempos modernos trazem maiores exigências? Inclusive de reflexão.)

Mais do que nunca, precisamos pensar nas palavras de Habacuque 2:20: “O Senhor... está no Seu santo templo; cale-se diante dEle toda a terra.” E em Malaquias 1:8 Deus “desabafa”: “Quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal? Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável?, diz o Senhor dos Exércitos.” Quando nos portamos de maneira irreverente na casa de Deus, não Lhe devotando toda a nossa atenção, não consiste isso num “sacrifício imperfeito”? Paradoxalmente, muita gente, enquanto age assim diante do Criador do Universo, devota total atenção ao “time do coração”, ao seriado favorito ou às conversas com amigos.

Temos que reaprender o que é aquietar-nos para saber que Ele é Deus (Salmo 46:10).

Michelson Borges - Criacionismo

sábado, 27 de agosto de 2011

Teólogo protestante quer papa como líder dos cristãos

O teólogo protestante Reinhard Frieling defende que o papa Bento XVI seja nomeado líder honorário de todos os cristãos. A proposta surge poucas semanas antes da visita do líder católico à Alemanha. “O sonho da comunhão de todos os cristãos pode se tornar realidade se os protestantes oferecerem ao papa o papel de chefe honorário da cristandade”, disse o ex-líder do Institute Kundlichen, de Bensheim. Para o professor emérito da Universidade de Marburg, o papa poderia “falar em nome da cristandade em situações extraordinárias”. Ele argumentou que uma liderança comum daria crédito ao cristianismo como mensagem. Se a proposta se viabilizar, o aniversário da Reforma em 2017, com seus 500 anos, poderá ser a ocasião certa para concretizar a visão, baseada em sua opinião do papa já ser “porta-voz para todos os cristãos”. O teólogo protestante sugere que as igrejas da Reforma abandonem sua “autossuficiência” e assumam as “corajosas consequências ecumênicas”. Essa proposta lembra a que foi feita pelo bispo Johannes Friedrich, da Igreja Luterana da Baviera, há dez anos. Friedrich argumentava que o papa poderia ser aceito como porta-voz do cristianismo mundial como serviço ecumênico de unidade. A visita do papa à Alemanha está prevista para os dias 22 a 25 de setembro, e inclui as cidades de Freiburg e Berlim, com um discurso diante do Bundestag (Parlamento) alemão, e uma reunião com representantes da Igreja Evangélica na Alemanha (EKD) no mosteiro agostiniano em Erfurt. [No ano que vem, o papa vem ao Brasil, onde a fé católica continua em declínio.] (Gospel Mais) Nota CRIACIONISMO: Há mais de um século, quando uma proposta como essa jamais passaria pela cabeça de um líder protestante, Ellen White escreveu: “Quando o protestantismo estender os braços através do abismo [que havia então], a fim de dar uma das mãos ao poder romano e a outra ao espiritismo, quando por influência dessa tríplice aliança a América do Norte for induzida a repudiar todos os princípios de sua Constituição, que fizeram dela um governo protestante e republicano, e adotar medidas para a propagação dos erros e falsidades do papado [principalmente a ideia da imortalidade da alma tão difundida por Hollywood e a pretensa santidade do domingo], podemos saber que é chegado o tempo das operações maravilhosas de Satanás e que o fim está próximo” (Eventos Finais, p. 131). Amém![MB]

Diferenças

Dias atrás, morreram John Stott e Amy Winehouse. Stott morreu aos 90 anos. Amy morreu aos 27. Stott morreu de complicações decorrentes da idade. Amy morreu de “causas desconhecidas”, mas, ao que tudo indica ocasionada por uma overdose [ou abstinência, como apontou um laudo]. Stott morreu em casa ouvindo “O Messias” de Haendel e cercado por amigos que se revezavam na leitura de textos bíblicos. Amy morreu em casa. Sozinha. Stott escreveu dezenas de livros de conteúdo cristão que se tornaram luzeiros para a fé de milhões de cristãos em todo o mundo. Obras como Crer é também pensar, A cruz de Cristo, Ouça o Espírito, ouça o mundo e diversas outras obras. Ao lado de Billy Graham, fundou o Movimento Internacional de Evangelização Mundial Lausanne. Dedicou sua vida ao treinamento e ao ensino de milhões de líderes nas regiões mais carentes de treinamento teológico do mundo, dentre elas, a América latina. Amy se tornou conhecida por sua melodiosa voz que cantava letras que evocavam tristeza, desespero e solidão. Ela enterrou o próprio coração em uma das suas canções.

Stott sempre será lembrado por sua simplicidade, humildade e dedicação em defesa da causa do Evangelho. Amy sempre será lembrada por suas performances de embriaguez e seus usos de drogas. Por sua aparência cada vez mais frágil diante da luta perdida contra o vício.

Em todo o mundo, apenas os cristãos protestantes lamentaram a morte de Stott. Não foi noticiado por nenhuma grande rede de TV. Nenhum jornal ou revista da chamada “mídia secular” escreveu nem mesmo uma nota sobre a morte dele. Mas sua vida está escrita na memória e no coração de milhões. Em todo o mundo, a morte de Amy foi noticiada exaustivamente. TV, rádio, jornais e revistas dedicaram páginas e páginas, horas e horas de cobertura à morte “prematura” daquela jovem “tão promissora” que seguia o exemplo de tantos outros antes dela.

TV evangélica abre as portas para os adventistas

O apresentador Éber Cocareli demonstrou simpatia para com o estilo de vida adventista.Jacareí, SP...[ASN] Na noite de segunda-feira, 22 de agosto, o jornalista Leandro Quadros, um dos apresentadores do programa Na Mira da Verdade da TV Novo Tempo, esteve nos estúdios da Rede Internacional de Televisão (RIT TV) para um debate teológico sobre a importância da boa alimentação e sua influência na vida espiritual do crente. O programa “Vejam Só!”, apresentado pelo Reverendo Éber Cocareli, lançou a seguinte questão: “Comer mal é pecado contra o templo do Espírito Santo [corpo]. Então, as igrejas não deveriam ensinar a comer direito?”

"De um lado eu defendia a posição bíblica de que uma alimentação saudável está intimamente relacionada a uma espiritualidade saudável (1Co 10:31). Do outro, o pastor Othoniel Rodrigues, palestrante do Instituto Cristão de Pesquisas (ICP) e líder do Ministério Evangélico de Missão Integral Graça (MEMING), estava em defesa da ideia de que o alimentar-se errado não é pecado, mesmo que traga consequências danosas à saúde", relata Leandro Quadros.

Uma das bases da argumentação do jornalista foi 1 João 3:4, que afirma ser a desobediência à lei de Deus “pecado” – seja esta lei de ordem moral (Ex 20) ou dietética (Gl 5:21; Rm 16:18; 1Co 10:31). Além disso, a Bíblia ensina ser o corpo humano o “templo” ou “santuário” do Espírito Santo (1Co 3:16, 17; 6:19, 20), de modo que todos os cristãos (ou não cristãos) têm a responsabilidade moral de cuidar do aspecto físico.

Leandro Quadros ainda relata que um dos pontos positivos (entre muitos outros) de sua participação no programa é o contato que muitos espectadores tem feito. "Estou recebendo e-mails de irmãos evangélicos interessados em saber mais sobre a alimentação saudável, à luz da Bíblia. Outro motivo de alegria é a oportunidade que tivemos de divulgar a dieta alimentar saudável que o colega Marcos Júnior, do departamento Web, está fazendo com base nas instruções do livro Conselhos Sobre Regime Alimentar, de Ellen G. White", conclui.

Veja o vídeo:

Está Escrito Adoração - Verdades e Mentiras sobre o Dom de Línguas - Parte II

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Cinema: Por que não ir?

Há alguns anos atrás o cinema era rotulado como um local onde os namorados gostavam de se encontrar para trocar carícias. O ambiente escuro e confortável era ideal para servir de “namoródromo”. Você já deve ter ouvido falar sobre os “lanterninhas” que ficavam a procura desses casais apaixonados.

Hoje o cinema é visto de uma forma mais abrangente, como mais uma opção de lazer da cidade moderna onde não somente namorados freqüentam, mas famílias, crianças, etc.

Como jovem adventista sempre aprendi que ir ao cinema era desaconselhável. Os argumentos usados eram fundamentados em questões sócio-culturais e até tecnológicas, como pretendo mostrar adiante. Esse artigo tem por objetivo refletir em alguns pontos sobre a presença de um cristão no cinema e prover argumentação bíblica para a questão, ajudando aos líderes a explicar os motivos que levam a nossa igreja a desaconselhar a freqüência neste local.

Argumentos Comumente Usados Contra a Freqüência ao Cinema:

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

O Dom de línguas bíblico

Esse importante dom mencionado na Bíblia tem sido incompreendido pelos sinceros irmãos da atualidade. Há mesmo quem afirme que quem não fala em “línguas estranhas” não é batizado com o Espírito Santo (Contrariando totalmente o que está escrito em Efésios 1:13 que afirma sermos selados pelo Espírito a partir do momento em que cremos em Jesus e não no momento em que “falamos línguas estranhas”), ou seja, é uma espécie de “cristão de segunda classe”. Asseguram inclusive que a única prova de ser batizado com o Espírito Santo é falar “língua estranha”.

DEFINIÇÃO E PROPÓSITO:

Segundo a Bíblia, o dom de línguas é a capacidade de falar outra língua conhecida, em outro idioma (esse é o significado do termo grego para “língua”) com o objetivo de anunciar a boa notícia e salvação por meio de Cristo.

Mateus 28:19, 20 diz que devemos “ensinar as pessoas a guardarem todas as coisas…” Observe que, para ensinar, é indispensável conhecer a língua falada do estrangeiro. “A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso.” 1 Coríntios 12:7. Concluímos, obviamente, que o falar em língua deve ter uma utilidade; deve ser, ao menos, inteligível. Lembrando: que tenha um propósito evangelístico.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Julgar o nosso próximo

Existem algumas coisas nas quais acreditamos simplesmente porque as ouvimos várias e repetidas vezes, sem nunca termos tido o devido cuidado de verificar se é mesmo assim, se isso correspondente rigorosamente à verdade. Vamos “na onda” do que parece ser o consenso comum, principalmente quando tais coisas parecem ser aprovadas por pessoas acima de qualquer suspeita.

Entre nós, podemos encontrar alguns exemplos com referência aos textos de Ellen White. Quantos já não ouviram serem-lhe atribuídas afirmações como por exemplo: “Cristo voltará à meia-noite“ou “igrejas inteiras se perderão“, frases que são habitualmente tidas como proferidas ou escritas pela irmã White, quando, na realidade isso nunca sucedeu?

E quanto à Bíblia, luz maior que suplanta em relevância todas as outras luzes menores juntas? Será que também estabelecemos conceitos ao longo do tempo que não estão fundamentados na Sagrada Escritura ou que por ela são mesmo contraditados?

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

A Oração Pelo Progresso Espiritual

Filipenses 1:9-11


Introdução
Filipenses 1:9-11: “Faço esta oração: que o vosso amor aumente mais e mais em pleno conhecimento e toda percepção, para aprovardes as coisas excelentes e serdes sinceros e inculpáveis para o Dia de Cristo, cheios do fruto de justiça, o qual é mediante Jesus Cristo, para a glória e louvor de Deus.”

A revista americana Virginia Medical relata a história de uma senhora casada e seus três filhos. Depois da morte do marido, ela começa a se vestir como uma moça de 20 anos e a participar das festas de seus filhos. À medida que os filhos cresciam, ela se tornava “jovem”. Os psiquiatras chamam isso de “personalidade regressiva”. Ela regredia um ano a cada três ou quatro meses. Aos 61 anos, agia como uma garota de seis anos de idade. Quando foi internada, insistia em brincar com brinquedos e tagarelava como criança. Quando “chegou” aos três anos, derramava a comida, gritava e chamava “ma-ma”. Quando “alcançou” um ano de idade, ela bebia leite toda encolhida como um bebê. Finalmente, ela morreu.

A mesma coisa pode acontecer com os cristãos (1Co 3:1, Hb 5:12). No texto de hoje, vemos que os crentes da cidade de Filipos demonstraram crescer em sua vida espiritual, mas Paulo orou por mais progresso.

Orar por um amor que cresça 

Está Escrito Adoração - Porque o inferno é bom

Quando Deus acabar com o pecado ele acabará com os pecadores? Destruimos quem amamos? Assista e saiba o que a Bíblia diz sobre o assunto. Mensagem Musical com Pollyanna Sampaio.

Está Escrito Adoração - Verdades Ocultas nas Curas e Milagres


Um programa esclarecedor sobre a diferença entre milagres falsos e verdadeiros.

Há pastores e pastores. E há astrólogos

Respeito o jornalista Ulisses Capozzoli e mais ainda a revista da qual ele é editor, a Scientific American Brasil, uma das pouquíssimas revistas verdadeiramente científicas neste país e que ocupou, em minha opinião, o vácuo deixado pela Superinteressante. No entanto, mesmo os admiráveis podem cometer seus deslizes e promover generalizações que, assim como a unanimidade, costumam ser burras. No artigo “Sobre pastores e astrólogos”, publicado no site Observatório da Imprensa, Capozzoli cai na tentação da generalização e coloca pastores e astrólogos no mesmo palco, como protagonistas de um espetáculo que envolve, na pior das hipóteses, o charlatanismo, e, na melhor, a ilusão. Em parte, ele está certo.

Segundo ele, crianças que desconfiam do “fato” de que o Universo teria 14 bilhões de anos, “influenciadas pelo criacionismo e interpretações fundamentalistas religiosas do mundo” [na verdade, criacionistas não são unânimes quanto à idade do Universo], correriam o risco de voltar à idade das trevas, já que estariam “mentalmente dominadas pelo dogmatismo de fundo religioso”. Capozzoli se admira de um palestrante que respeita a desconfiança cosmológica das crianças ao mesmo tempo em que critica a astrologia, como se ambas as coisas fossem impossíveis.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A ordem social aprovada por Deus

"Os que seguram as rédeas do governo são incapazes de resolver o problema da pobreza, do pauperismo, e do crime crescente... Dessem os homens mais atenção aos ensinos da Palavra de Deus, e encontrariam uma solução a esses problemas que os desconcertam. Muito se poderia aprender do Antigo Testamento quanto à questão do trabalho e do alívio aos pobres". EGW, A Ciência do Bom Viver, p.183.

Qualquer atencioso estudante das Escrituras pode perceber que ainda não inventaram uma ordem social melhor do que aquela recomendada por Deus, a qual, diga-se de passagem, não coincide na sua totalidade com o modelo capitalista vigente na maioria dos países, muito menos tem similaridade com o modelo socialista (ou comunista) apregoado por muitos.

O socialismo (ou comunismo) derivado de Karl Marx, em sua essência é coletivista, e constrói uma visão de mundo derivada do materialismo dialético, filosofia que exclui totalmente Deus e Sua Palavra como base da realidade última.

Cresce número de evangélicos sem vínculo com igrejas

O número de evangélicos que não mantém vínculo com nenhuma igreja cresceu, informa reportagem de Antônio Gois e Hélio Schwartsman, publicada na Folha desta segunda-feira. Segundo a Pesquisa de Orçamentos Familiares, do IBGE, eles passaram de 4% do total de evangélicos em 2003 para 14% em 2009, um salto de quatro milhões de pessoas. Os dados do IBGE também confirmam tendências registradas na década passada, como a queda da proporção de católicos e protestantes históricos e a alta dos sem religião e neopentecostais. No caso dos sem religião, eles foram de 5,1% da população para 6,7%. Embora a categoria seja em geral identificada com ateus e agnósticos, pode incluir quem migra de uma fé para outra ou criou seu próprio “blend” de crenças - o que reforça a tese da desinstitucionalização.

(Folha.com)

Nota Criacionismo: Embora seja inegável o fato de que as pessoas tendem naturalmente à crença, essa pesquisa mostra quão decepcionados os crentes estão ficando com as religiões institucionalizadas. Infelizmente, os desmandos administrativos e a manipulação da fé alheia têm feito estragos nas fileiras evangélicas. Lobos vestidos de ovelhas se refestelam com o dízimo devolvido suadamente por pessoas bem (ou mal) intencionadas. Líderes que deveriam ser servidores – como foi Jesus –, sentem-se como donos do rebanho. Às vezes, o maior argumento contra o cristianismo são os próprios cristãos. Que essa pesquisa sirva de alerta, pois o verdadeiro Pastor está para voltar e pedirá contas daqueles que deveriam conduzir Suas ovelhas com amor e responsabilidade.[MB]

"Hand Life" - testemunho perante um país inteiro

'Hand Life' é o nome de um grupo de jovens Adventistas chilenos que concorreu a um concurso na televisão nacional chamado 'Talento Chileno' (uma adaptação do famoso 'America's Got Talent', tal e qual fizeram outros países), apresentando os seus números de mímica. Mas, eles não concorreram com o objetivo de demonstrar o seu talento, mas sim testemunhar da sua fé.

São rapazes e moças entre 13 e 20 anos de idade que arriscaram apresentar-se perante o país para mostrarem Jesus. Na primeira audição, contaram em dois breves minutos as histórias da criação e da redenção. Já numa fase mais avançada do concurso, fizeram uma alusão a aflições que todos conhecem como a saga dos mineiros chilenos soterrados, as erupções vulcânicas e o tsunami. E no fim, fizeram com que todos os lares do país lessem uma mensagem muito especial...

Não perca tempo e assista abaixo a essas duas apresentações!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Modelo de apenas 10 anos em poses sensuais

Revista IstoÉ, Semana de 14.08.2011.

A modelo francesa Thylane Blondeau é a nova queridinha da moda. Loura, esguia e com hipnotizantes olhos azuis, ela estrela ensaios sensuais – leia-se, inclusive, fotos de topless – nas principais publicações de moda do mundo. Esse seria apenas mais um conto de fadas de uma top model se Thylane não tivesse apenas 10 anos. Filha de uma apresentadora de tevê e de um jogador de futebol, a garota nasceu sob os holofotes. Aos quatro anos, desfilou para Jean Paul Gaultier e, recentemente, foi a estrela de um encarte da Vogue francesa no qual aparece com maquiagem carregada. O ensaio dividiu opiniões e teria contribuído para a demissão da então diretora da publicação, a poderosa Carine Roitfeld.

Afinal, 10 anos não é cedo demais para fotos sensuais? Psicanalista do Hospital das Clínicas de São Paulo, Niraldo de Oliveira explica que atropelar a inocência típica da infância pode ser prejudicial, pois, dos 7 aos 12 anos de idade a sexualidade fica adormecida para que a criança possa se desenvolver intelectual e socialmente. “Isso significa que a menina cuja sexualidade é estimulada antes da hora pode chegar à vida adulta sem a maturidade necessária.”

Adventista no Programa de Anna Hickmann

A comunidade Adventista no Brasil não comenta outra coisa a não ser o caso da publicitária Wasthi Lauers, que pediu dispensa de participar em um programa de TV, no qual precisaria ficar "confinada" com outras condidatas a Repórter.

Diversos outros sites de notícias também publicaram a matéria, dando um destaque para o testemunho de fé da jovem (clique aqui). É claro que alguns outros, com uma "ideologia" mais preconceituosa, não perderam a oportunidade de criticarem o comportamento "fanático" ou "judaizante" dos Adventistas.

Fico triste porque mesmo entre os seus "irmãos" de fé, ela também encontrou quem a criticasse. Em uma visão muito "fria", de quem está de fora apenas "assistindo" os fatos (e muitas vezes não teria a mesma coragem que ela teve em se revelar e, talvez, perder uma oportunidade de crescer na profissão), poderíamos dizer que ela foi imprudente em entrar em um programa do qual já sabia que não podeia manter sua fidelidade a Deus.

sábado, 16 de julho de 2011

Respeito e Liberdade

Uma das marcas que caracterizam a Igreja Adventista do Sétimo Dia é sua permanente defesa da liberdade religiosa e de expressão. Levantamos essa bandeira não apenas pensando em defender nossos direitos de crer, pregar e viver nossa fé, mas porque entendemos que toda crença religiosa merece respeito e liberdade. Cada ser humano precisa ter o direito de se expressar, de ouvir diferentes pontos de vista sobre quaisquer temas, incluindo religiosos, e então tomar suas próprias decisões.

Mantemos viva essa visão porque ela é a própria expressão da vontade de Deus. Ele a confirmou ao dar ao ser humano a liberdade de escolher entre o bem e o mal. Tem sido assim desde o Éden. Deus respeita as decisões e expressões humanas, mesmo que imperfeitas ou manchadas pelo pecado. Se essa é a atitude de Deus, não deveria ser também a nossa?

Com frequência, essa atitude tem um preço muito alto. Muitas vezes, sofremos oposição de outros movimentos religiosos que creem diferentemente de nós. Mas essa é a natureza da liberdade de expressão. Mesmo que nos sintamos desconfortáveis, nós os respeitamos e entendemos que eles têm o direito de pensar de outro modo. Em outras situações, nos tornamos alvo do preconceito de meios de comunicação que não entendem nossa mensagem ou estilo de vida. É o preço da liberdade. Mas ele se torna administrável quando usado com respeito.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Santificados, Mas Não Sem Pecado

Mas vós sois dEle, em Cristo Jesus, o qual Se nos tornou da parte de Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção, para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. I Cor. 1:30 e 31.

É aqui que podemos distinguir entre a santificação genuína e a falsa. A santificação não consiste meramente em professar e ensinar a Palavra de Deus, mas em viver de acordo com a Sua vontade. Os que afirmam ser sem pecado e fazem alarde de sua santidade são presunçosos, e não compreendem seu perigo. Ancoram a alma na suposição de que, tendo uma vez experimentado o poder santificador de Deus, não estão em perigo de cair. Conquanto afirmem ser ricos e abastados, e não precisar de coisa alguma, não sabem que são miseráveis, pobres, cegos e nus.

Aqueles, porém, que realmente são santificados, têm consciência de sua debilidade. Sentindo sua necessidade, vão a Jesus em busca de luz, graça e força, pois nEle habita toda a plenitude e só Ele pode suprir suas necessidades. Estando cientes de suas próprias imperfeições, procuram tornar-se mais semelhantes a Cristo e viver de acordo com os princípios de Sua santa lei. Este contínuo senso de ineficiência conduzirá a tão completa dependência de Deus, que Seu Espírito será exemplificado neles. Os tesouros do Céu se abrirão para suprir as necessidades de toda alma faminta e sedenta. Todas as pessoas com tais características têm a certeza de que um dia contemplarão a glória daquele reino que, por enquanto, a imaginação só pode formar uma pálida idéia.

Os que sentiram o poder santificador e transformador de Deus não devem cair no perigoso erro de pensar que são sem pecado, que atingiram o mais elevado estado de perfeição e que estão fora do alcance da tentação. O padrão que o cristão deve manter diante de si é a pureza e amabilidade do caráter de Cristo. Dia a dia ele poderá revestir-se de novas belezas e refletir sobre o mundo mais e mais da imagem divina. Bible Echo, 21 de fevereiro de 1898

sábado, 2 de julho de 2011

Você é a coisa mais linda de Deus!


Igreja Adventista do Sétimo Dia: TODOS são bem vindos.

Somente Seu, Senhor - Leonardo Gonçalves


Música do CD "Poemas e Canções" do cantor e compositor adventista Leonardo Gonçalves. Fala das dificuldades no dia-a-dia e a força que obtemos de Deus para superar e continuar íntegros em nossa caminhada. Música para reflexão, louvor e esperança.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Bruxelas sedia conferência sobre lei dominical

[Na segunda-feira, 20], a European Sunday Alliance (Aliança Europeia para o domingo – ESA) promoveu em Bruxelas, Bélgica, uma conferência sobre a proteção do domingo como jornada não laborável, sob o título “O valor agregado da sincronização do tempo livre”. A ESA é uma rede de alianças nacionais formadas por sindicatos, organizações da sociedade civil e comunidades religiosas, entre as quais também se encontram a Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia (COMECE) e a Conferência das Igrejas Europeias (KEK). Entre os temas tratados estão a segurança dos trabalhadores, o equilíbrio entre trabalho e vida profissional com a vida familiar, e a importância do fim de semana para a vida comunitária. Os organizadores assinalam que “o encontro procura informar os responsáveis políticos europeus sobre a importância de um tempo de qualidade sincronizado não só no aspecto cultural dentro do patrimônio europeu, mas também como um importante fator de construção da Europa social: uma UE consciente das exigências de seus cidadãos”.

“O movimento dominical está agora abrindo caminho nas trevas. Os líderes encobrem a verdadeira questão, e muitos que se unem ao movimento não percebem para onde propende a tendência oculta. Eles estão agindo como cegos. Não veem que se um governo protestante abandona os princípios que deles fizeram uma nação livre e independente, e, pela legislação, introduz na Constituição princípios que propaguem a falsidade e ilusão papal, eles estão se lançando nos horrores romanos da Idade Média” (Ellen White, Review and Herald Extra, 11 de dezembro de 1888).

“Muitos há, mesmo entre os que se empenham neste movimento em favor da imposição do domingo, que se acham cegos aos resultados que seguirão a essa ação. Não veem que golpeiam diretamente a liberdade religiosa. Muitos existem que jamais compreenderam as reivindicações do sábado bíblico e o falso fundamento sobre o qual repousa a instituição do domingo. [...] Os que se empenham em conseguir uma emenda à Constituição, para obter uma lei que imponha a observância do domingo, mal compreendem qual vai ser o resultado. Uma crise está iminente” (Ellen White, Testemunhos Seletos, v. 2, p. 318, 352).


Nota ADVIUS Aguardando a Breve Volta de Jesus: O decreto dominical (praticamente o último sinal da iminência da volta de Jesus) será promulgado pelos Estados Unidos, mas essas iniciativas na Europa podem ser consideradas um “ensaio” desse ato final. Quando a lei for aprovada pelos norte-americanos, os europeus (e certamente a maioria das pessoas nos demais continentes) a acatarão facilmente. E o ECOmenismo está aí para fornecer uma razão lógica para aqueles que não querem nada com religião (portanto, receberão a marca da besta na mão – estude Apocalipse 13). Estes dias são solenes; devemos aproveitar a calmaria que antecede a tempestade; como diz o pastor Erton Köhler: “Jesus tem pressa de voltar.”

sábado, 11 de junho de 2011

A cada cinco minutos é assassinado um cristão

"Cento e cinco mil cristãos são assassinados anualmente devido às convicções religiosas, o que indica que em cada cinco minutos morre um cristão por causa da fé, alerta o perito em temas de liberdade religiosa Massimo Introvigne. O responsável, citado hoje pela Rádio Vaticano, falava na Conferência Internacional sobre o Diálogo Inter-religioso entre Cristãos, Judeus e Muçulmanos, realizada em Budapeste, na Hungria. (...)

"Se essas cifras não gritarem ao mundo, se não se detiver esta praga, se não se reconhecer que a perseguição dos cristãos é a primeira emergência mundial em matéria de violência e de discriminação religiosa, o diálogo entre religiões só produzirá congressos estupendos, mas nenhum resultado concreto", afirmou Massimo Introvigne.

O arcebispo de Budapeste, cardeal Peter Erdö, disse, também citado pela Rádio Vaticano, que muitas comunidades cristãs no Oriente Médio morrerão porque terão de fugir. "Que a Europa se prepare para uma nova onda imigratória, desta vez de cristãos que fogem da perseguição", advertiu.

Na Conferência, organizada pelo governo da Hungria, participaram outras autoridades religiosas e civis, como o diplomata egípcio Aly Mahmoud, que afirmou que no Egito estão a registar-se ataques muito graves contra as Igrejas Coptas.

No entanto, disse, serão promulgadas leis que proibirão os imãs muçulmanos de realizar discursos incitando ao ódio e às manifestações hostis junto aos templos das minorias, especialmente a cristã."

Fonte: Diário de Notícias (negritos meus para destaque)

Nota O Tempo Final: fica registado que o problema hoje para os cristãos perseguidos é, em grande medida, a intolerância por parte de alguns muçulmanos. Em breve se verá se isso se mantém, ou se os verdadeiros cristãos começam a ser perseguidos... por outros (ditos) cristãos
 
Retirado de  Diário da Profecia

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Arrependimento, Confissão e Perdão

"Quem esconde seu pecado não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia." Prov. 28:13

Quando criança decidi que iria brincar na sala de casa. Uma bolinha na mão e uma imaginação fértil, não precisava de mais nada. Lá estava eu jogando a bolinha contra a parede e pulando para agarrá-la como um bom goleiro faz. Então minha mãe apareceu e eu o clássico toque de advertência.

-Filho, está vendo esses pratos de parede? Você pode acertar a bolinha neles e quebrá-los e, se isso acontecer, você vai ter uma conversa com seu pai quando ele voltar do trabalho.

Dito e feito, o "grande goleiro" que pegava todas as bolinhas ficou olhando o prato de parede cair e se quebrar no chão. Juntei os cacos, limpei o chão e corri para o quarto. Minha cabeça fervilhava, a barriga gelava, as pernas tremiam... Que desculpa iria dar? Cada minuto me fez refletir sobre a escolha que havia feito.

De repente ouvi um barulho no portão, era papai. Ao perceber que ele entrava em casa peguei uma cinta, compreendi que nao adiantava esconder o fato, precisava assumir as consequências da minha escolha. Saí ao seu encontro, mostrando a parede onde ficava o prato (ele nem sabia da tragédia, mas rapidamente entendeu), entregando-lhe a cinta disse aos prantos que merecia apanhar. Sua mão tocou-me o ombro, mirou os meus olhos e disse: "Filho, creio que tudo o que aconteceu serviu de lição, portanto, eu o perdoô!" Jamais vou esquecer esse perdão.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Sim, o mundo vai acabar.

Umas das maiores perguntas e maiores anseios do coração humano é saber até onde vai esse mundo. Para saciar essa "sede" por um resposta, já tivemos e continuamos levantando várias supostas datas. Mas o mundo vai acabar? Que dia? Quando? Como?

Com a bíblia podemos responder todas essas perguntas. Primeiro, o mundo vai acabar? Como?

"Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada." Mateus 24:2

"Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre," Daniel 2:44

No segundo capitulo do livro de Daniel podemos ver que os reinos que existem atualmente, irão acabar, e isso se dará com a vinda do Senhor Jesus, que firmando o seu reino irá consumir tudo que conhecemos como reino, países, sociedades atuais. Não, o mundo não vai acabar com uma grande guerra, uma bomba, um meteoro, falta de agua, uma grande catástrofe. De acordo com a Bíblia, esse mundo terá seu fim com a volta de Jesus.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Unidos em Cristo


Enquanto aguardamos para breve a segunda vinda de Cristo, temos o grande privilégio, como membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia, de implorar pelo reavivamento, reforma e pela última chuva, enquanto proclamamos as mensagens dos três anjos de Apocalipse 14:6-12.
Olhando a Cristo, como fazemos, devemos avançar unidos em nossa mensagem bíblica e missão atribuída pelo Céu. Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 259 nos diz:
O segredo da unidade encontra-se na igualdade entre os crentes em Cristo. A razão de todas as divisões, discórdias e diferenças encontra-se na separação de Cristo. Cristo é o centro para o qual todos devem ser atraídos; pois quanto mais nos aproximarmos do centro, tanto mais nos aproximaremos uns dos outros em sentimento, em simpatia, em amor, crescendo no caráter e imagem de Jesus.
No entanto, alguns grupos ou ministérios independentes, em diversas partes do mundo, parecem reclamar para si mesmos um papel profético ou corretivo que, às vezes, pode criar controvérsias que dividem congregações e a irmandade. Como igreja remanescente dos últimos dias, é muito importante olharmos a Cristo em busca de unidade em nossa comissão doutrinária, dada por Deus para Seu movimento profético, e voltada para a missão.
Testemunhos Para Ministros e Obreiros Evangélicos, p. 61 indica:

domingo, 22 de maio de 2011

A marcação de datas produz efeitos negativos

Olhando para a previsão de fim do mundo do sábado 21 de maio, um cristão do Texas disse que muitos dos seguidores de Harold Camping que deixaram seus empregos, casas e gastaram seu dinheiro irão ser devastados espiritualmente ao ponto de provavelmente perder a fé. Como ele sabe? É porque ele teve uma experiência como essa com uma previsão de fim do mundo aproximadamente 23 anos atrás.

Ainda jovem, o autor cristão Jason Boyett e seus amigos de juventude acreditaram que seriam engolidos pelo arrebatamento de setembro de 1988, previsto pelo engenheiro da NASA Edgar Whisenant.

"Eu acho que a experiência do ‘arrebatamento’ teve um papel real na minha mentalidade cética que começou a se desenvolver."