quarta-feira, 30 de junho de 2010

Boa Saúde e Muita Felicidade

ORIENTAÇÕES SIMPLES, PRÁTICAS E EFICAZES PARA SE TER UMA BOA SAÚDE

Amigo, este texto contém algumas orientações para a boa saúde em sua família. Seguindo esses poucos itens, a saúde será muito melhor, o gasto com alimentos e medicamentos se reduzirá, e a vida será bem mais agradável. Experimente por alguns dias, por exemplo dez. Ao final desse período você verá as vantagens de um programa de saúde simples, de menor custo e compensador para a vida.

1. Alimentação
O conjunto dos bons alimentos é: cereais, frutas, nozes, verduras e raízes. Porém, não misture frutas com verduras numa mesma refeição, e não coma nozes à noite.
Pela manhã, ao levantar e pelo menos 60 minutos antes do desjejum, tomar um a dois copos de água pura morna e engolir um ou dois dentes de alho. Pode tomar suco de limão, nesse caso, meio copo. Mas não tome mais de dois copos de líquido ao todo.
Na refeição, comer uma a três tipos de fruta, de preferência doce, mais cereais e pão e um pouco de nozes ou amendoins. Pode tomar um copo de leite ou de yugurte. Frutas devemos usar em abundância.
Ao meio dia, nunca coma frutas, mas saladas cruas sem vinagre, temperadas com limão e sal, mais dois ou três tipos diferentes de comida quente e um pouco de nozes ou amendoins.
À noite, pelo menos três horas antes de dormir, pela janta, coma frutas outra vez, cereais e/ou pão torrado, bolacha de sal e sopa. Varie esses alimentos de uma refeição para outra.
Não coma demais no jantar. Até pode dispensar o jantar, mas não dispense o desjejum pela manhã, isso é prejudicial. O jantar deve ser leve, tal como sopa, frutas, chá ou suco de frutas. Nunca coma antes de dormir, muito menos durante a noite.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

terça-feira, 22 de junho de 2010

Ana Beatriz - Sou Escolhida

Veja o seu Senhor, o Revolucionário!


por Frank Viola

Leia do princípio ao fim os Evangelhos, e veja seu Senhor, o Revolucionário. Veja como espalha pânico entre os fariseus ridicularizando intencionalmente suas convenções. Numerosas vezes Jesus curou no Sábado, frontalmente rompendo sua querida tradição. Se o Senhor pretendesse aplacar a ira de seus inimigos, Ele bem que poderia esperar chegar o domingo ou a segunda-feira para curar algumas daquelas pessoas. Mas não, Ele deliberadamente curou no sábado sabendo perfeitamente que seus oponentes ficariam furiosos.

terça-feira, 15 de junho de 2010

Falta Pouco Para Jesus Voltar

Aprendi desde criança acerca da volta de Jesus. E o que me contaram foi que Ele em breve voltará a este mundo para nos levar para o céu. Até aos dias de hoje há quem me ensine o mesmo. E acredito-o mais do que nunca!

Paralelamente, uma das coisas que me deixa extremamente satisfeito é que vou tendo cada vez menos apreciação pelas coisas deste mundo; estou a ficar cansado delas e vou percebendo que não vale mesmo a pena esperar nelas porque não me podem dar algo de bom, que perdure. E isso tem fortalecido a minha confiança na velha história da cruz e da vida que existe para além desta terra triste e sombria onde o mal vence na maioria das vezes. É essa a alternativa que supera imensamente as frustrações e desencantos desta terra.
Por falar em terra, gosto da imagem de um peregrino: aquele que não pertence ao local onde está, encontrando-se ali somente de passagem. É o que acontece com aqueles que conhecem Jesus e confiam nas Suas promessas de redenção, ainda que, ao olharem à sua volta, tudo lhes pareça indicar que não será assim. Mas será mesmo, porque Ele deixou essa certeza.

Milhares acreditaram e acreditam nela. Entre eles, um grande amigo meu que partiu para longe, exercendo o seu ministério numa distante parte do mundo. Na última vez que falamos, ele disse que mesmo que não nos voltássemos a encontrar, estaríamos juntos no dia em que Jesus voltasse. E para confirmar essa certeza, ele prometeu: 'quando eu entrar na nova terra, não vou logo visitar o lugar; entro, e fico atrás do portão à tua espera. Ali nos abraçaremos e, então, seguiremos juntos!'

A Divindade

Muito tem sido escrito nestes últimos anos sobre o tema da TRINDADE no meio Adventista do 7º Dia. Parte deste movimento literário se deve ao fato de esta doutrina bíblica estar sendo amplamente questionada por movimentos anti-trinitarianos (que não crêem na Trindade, como os Testemunhas de Jeová, por exemplo).


Todo este questionamento acabou trazendo algum proveito para a Igreja, uma vez que levou às pessoas a buscarem estudar melhor o assunto, solidificando o que já se cria - que a Divindade é formada por 3 Pessoas distintas. Na década de 80, houve também um movimento mundial de dúvidas sobre o tema do Santuário, o que levou a Igreja a também aprofundar os conhecimentos nesta doutrina, promovendo a grande base teológica que possuímos hoje sobre o assunto do Santuário e sua simbologia.


Como creio que a doutrina da TRINDADE já foi amplamente estudada e defendida pelas publicações oficiais da Igreja Adventista (como o livro "A Trindade", da Casa Publicadora Brasileira, por exemplo; além de inúmeros artigos que estão sendo regularmente publicados na Revista Adventista e em outras publicações de acesso geral à membresia), eu não vou aqui "chover no molhado".


Apenas para atender a sugestões de alguns queridos leitores deste BLOG, vou colocar um resumo de uma parte do excelente artigo do Pr. Demóstenes Neves (professor do Seminário de Teologia do IAENE), que é, ao meu ver, um dos maiores conhecedores deste assunto no Brasil. Os interessados poderão pegar aqui a íntegra do artigo do Pr. Demóstenes, o qual foi publicado na Revista Teológica do SALT-IAENE de Julho de 2001.

Três Pessoas Distintas

Note-se os quinze exemplos que se seguem, da individualidade e ação conjunta da Divindade em três Pessoas:

1. (Jo 14:16) “E eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro (do grego "allos" = outro igual) Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco.” 

2. (Jo 14:26) “a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito”.

3. (At 1:1-4) exercendo funções diferentes: as ações de Jesus (v. 1); a intermediação do Espírito Santo (v. 2) e a promessa do Pai (v. 4).

4. (At 2:32, 33) Jesus ressuscitado (v. 32) a promessa do Pai e o Espírito Santo derramado (v.33).

5. (At 2:38-39) O batismo em nome de Jesus (v. 38); o Dom do Espírito Santo (v. 38) e o chamado de Deus.

6. (Atos 4:8-10) Pedro cheio do Espírito Santo (v. 8); Jesus crucificado e Deus que O ressuscitou (v. 10).

7. (Atos 4:24-26) Deus, o soberano (v. 24); o Espírito Santo que falou pela boca de Davi (v. 25) e o Ungido do Senhor (v. 26).

8. (Atos 5:31-32) Deus que exaltou (v. 31); o Salvador (Jesus) e o Espírito Santo que é testemunha juntamente com os apóstolos (v. 32).

9. (Atos 7:55-56) o Espírito Santo enchendo Estevão que vê Deus no Céu e Jesus à Sua direita.

10. (Atos 10:46-48) Deus é engrandecido por pessoas que receberam o Espírito Santo e foram batizados em nome de Jesus.

11. (Atos 20:21-23) o arrependimento para com Deus e a fé em Jesus (v. 21) e o Espírito Santo que adverte das provações (v. 23).

12. (Ef 1:13-17) selados com o Espírito da promessa, o qual é penhor até ao resgate de Sua propriedade (v. 13); a fé no Senhor Jesus (v. 15) e Deus, o Pai da Glória (v. 17).

13. (Tt 3:4-6) a benignidade de Deus (v. 4); o lavar renovador do Espírito Santo (v. 5) e a mediação de Jesus Cristo (verso 6).

14. (Hb 10:12-15) Jesus que Se ofereceu e está à destra de Deus (v. 12) e o Espírito Santo que também disso dá testemunho (v. 15).

15. (1Co 2:10-12, 16) as coisas de Deus somente podem ser reveladas pelo Espírito. Esse Espírito vem de Deus e só ele conhece as coisas de Deus e nós temos a mente de Cristo (v. 16).

Muitas outras passagens poderiam ser citadas para indicar a presença de três Pessoas na ação de Deus como Trindade (por exemplo: Rom. 15:30 e 1Cor. 12:4-6).

Mas para quem está disposto a aceitar a revelação bíblica, um versículo apenas já seria suficiente...

Esta é a Igreja!

Tarsis Iraídes - Cura

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Igreja: Modo de Usar

Pode a igreja sobreviver nesta época? O Pós-Modernismo desqualifica as instituições e o tradicionalismo, dando preferência a grupos independentes e a uma mentalidade baseada em tolerância, dúvida constante e experimentalismo. Em vista disso, cabe a pergunta: qual o benefício de se frequentar uma igreja? Não é possível (e até mais viável) cultivar sua espiritualidade em casa, sem regras pré-estabelecidas e convenções antiquadas [1]?

Essas considerações não devem ser ignoradas pelos adoradores cristãos do século XXI, mesmo que haja a tentação de nos fecharmos numa subcultura religiosa; procedêramos assim, e perderíamos a influência sobre a sociedade [2]. Por outro lado, trata-se de uma questão de sobrevivência: o impacto dessa mentalidade sobre a cosmovisão cristã tem diminuído a importância da frequência à igreja; em verdade, isso é sintomático da própria desimportância com a qual se considera a igreja, que deixa de ser aquilo que a Bíblia afirma sobre ela – um ambiente de amadurecimento espiritual constante.

Como resgatar a visão de Deus sobre a igreja em meio aos questionamentos pós-modernos? Apenas pela reafirmação dos princípios revelados, a igreja achará suporte para responder com propriedade aos ataques do pensamento em voga. Neste artigo, tomaremos uma passagem em especial, mediante a qual reflitiremos sobre a condição da igreja.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Lascívia na Igreja

O pecado de lascívia é algo que no momento atual da igreja tem passado por despercebido , mas afinal o que é o ato em si?
A lascívia é um pecado meio …. transparente, apertado, curto, mostrado, olhado, chamado a atenção de pessoas que não são libertas dentro de templos (igrejas) ou qualquer local.
Parece que não faz mal mas é um abismo terrível para nossas vidas, estamos vivendo dias em que satanás tem se infiltrado em algumas mentes fracas, que não vigiam e dão lugar mesmo ao inimigo de nossa alma, a verdade é essa.
Vamos começar pela parte que mais tem afetado, os irmãos.
Há um desfile de moda em várias igrejas por aí, chega no domingo é salto alto pra lá, desfile de saías novas bem justinhas, blusas mostrando degotes de seios firmes, para chamar a atenção mesmo, olhares para todos os lados da igreja, reparando se tem alguém novo ou se não vê um irmão bonitinho….