terça-feira, 27 de outubro de 2009

O Povo a Caminho

Semana passada vi esse comentário de Sikberto Marques (veja o site AQUI) para a escola sabatina. Achei muito relevante e por isso estou postando aqui. Vale a leitura.

...Como aquele enorme povo saía de uma condição de escravidão, deviam libertar-se da cultura terrestre de escravos, para saberem como viver livremente na nova pátria que lhes aguardava. Assim também é conosco. Essa Terra é um lugar de escravidão, de costumes, de estilos de vida, de modos de alimentação, de adoração, etc., que não são compatíveis com a Nova Terra para onde estamos indo. Assim como os israelitas, nós também devemos agora aprender a viver a liberdade que teremos quando chegarmos à Canaã Celestial. Mas isso devemos aprender aqui, enquanto ainda estamos caminhando no nosso deserto, que é a sociedade de consumo de tudo que é coisa, um enorme deserto espiritual quanto a verdadeira adoração. Essa é a condição do mundo antes do fechamento da porta da graça.

Eles tiveram que aprender organização, ordem, disciplina, obediência a leis e princípios de vida, para poderem viver onde estava indo. Nós, da mesma forma, devemos aprender essas mesmas coisas. E isso devemos fazer em nossa igreja. As programações nunca devem ser improvisos, nem mal preparadas, ou alguém na última hora deixa de cumprir seu compromisso e não avisa os responsáveis, ou até o próprio líder nem aparece (isso é bem comum!!!). Há casos em que horários não são cumpridos, começa tarde e “se espicha” sabe lá até que horas, que ninguém prevê. É freqüente a música nada ter a ver com a mensagem. Mais freqüente ainda é se ter música secular dentro da igreja, até por meio de cantores profissionais, conjuntos profissionais, grupos, quartetos etc., embora a abundante literatura oficial a tratar sobre esse assunto. Vai ficar cada vez mais desafiador ser cristão entre os cristãos, como foi na Idade Média.

Não será assim que a igreja se preparará para a Nova Terra. Em outras palavras, quem agir assim, uma só coisa é certa, esse não se salva. A Nova Terra Celestial é um lugar que prima pela organização e obediência a princípios eternos, e jamais se inclinará ao que nós, aqui na degenerada Terra, entendemos ser culto a DEUS. Todos nós devemos ler e pensar muito sobre esses pontos acima, pois por falta de literatura não se pode mais alegar inocência. DEUS nos tem orientado suficientemente por meio de EGW, e mais recentemente, por meio de livros e revistas oficiais, onde existe informação sobre como nós nos devemos portar para sermos futuros cidadãos do Reino de DEUS. A realidade, infelizmente, nos diz que grande parte de nós, como os israelitas naqueles tempos antigos, não estamos nos preparando para a Nova Terra.

... é mais fácil alguém se salvar que se perder. Isso é real, não apenas palavras agradáveis.

Para se perder tem que seguir o mundo, e tem que suportar sofrimento, ilusões, ficar mais doente, ser enganado, viver sem esperança, em freqüentes conflitos com familiares e outras pessoas. Mas para se salvar tem que só aprender a sentir o amor de CRISTO e por isso entregar-se a Ele e sentir a transformação (algo muito agradável), terá esperança, uma certeza de futuro excelente, tem melhor saúde, perde menos tempo e dinheiro com tratamentos médicos, tem amigos confiáveis, não vive em inimizade (embora possam existir pessoas que não gostem de bons cristãos, e são muitos, mas o verdadeiro cristão não é inimigo de ninguém). É mais prazeroso viver no caminho da salvação do que no da perdição.

Para ser salvo CRISTO já providenciou tudo, nós só temos que optar e Ele mesmo nos transformará. O que muitos acham difícil é fazer essa opção (entrega) pois tem que abrir mão de muito do que o mundo oferece, atrai e seduz. Mas para se perder, tem que correr como louco atrás do dinheiro, tem que beber bebida alcoólica, tem que não ter tempo para a família, tem que viver consumindo de tudo, tem que estar sempre atento às modas, tem que assistir programas indecentes, e tudo o mais que satanás está oferecendo o tempo todo. Viver com CRISTO ao lado é algo muito bom, emocionante até, embora as provações, mas viver com satanás por perto é desesperador, tem que estar sempre iludido para não perceber a realidade imediata. Viver com CRISTO é ter certeza de vida eterna, mas viver como o mundo, só tem uma certeza, dias piores virão com futuro é negro.

Mesmo assim, a maioria das pessoas prefere o mundo. Qual a explicação? As pessoas gostam do mundo e preferem ser iludidas, apreciam enganar, portanto, também deverão submeter-se a serem enganadas. Algo assim é racional?

Nenhum comentário:

Postar um comentário