quinta-feira, 18 de junho de 2009

O Crente Pirata

Autor: Prof. Gilson Medeiros


Hoje eu estava no centro da cidade onde moro, e observei um desses vendedores de CDs e DVDs piratas, que proliferam aos montes nas diversas cidades do Brasil.

Mas o que me chamou a atenção e me levou a refletir melhor sobre este tipo de comércio, foi o fato de que o vendedor era um evangélico, e em seu "carrinho" estavam sendo vendidos apenas CDs de cantores evangélicos, principalmente do meio pentecostal.

Cada CD era vendido a R$ 2,00, com "direito" a uma capinha xerografada e uma sacolinha plástica para levar o produto. Observei que a maioria dos CDs eram coletâneas de diversos cantores consagrados pelo público. Um dos títulos era "Músicas para Homens Evangélicos".

Os CDs eram produzidos no mais autêntico estilo "pirata": uma mídia barata, sem impressão serigráfica, apenas com um "X" escrito a lápis (provavelmente o "logotipo" do vendedor, para identificar em uma possível troca por defeito de gravação).

R$ 2,00... apenas R$ 2,00!

Fui para casa pensando em todas aquelas pessoas que gravaram os discos originais, e que agora estão sendo "lesados" por aquele vendedor (e por uma infinidade de outros). Provavelmente ele é mais um dos muitos desempregados do nosso País, sem muita qualificação profissional, e que vêem nestes comércios informais um meio de ganhar o "pão de cada dia".

Mas... é justo?!

Conheço amigos que gravaram CDs, e sei da dificuldade que é para realizar um projeto desses. E as dificuldades são exatamente no campo financeiro. Qualquer músico que se aventure a ter seu próprio CD, por produção independente, não desembolsa menos que R$ 10.000,00 para ver suas primeiras cópias prontas para serem comercializadas. E olha que neste valor já incluo os gastos para as viagens de divulgação do trabalho, hospedagem, alimentação, etc. Não é fácil... nem barato! Existem muitos por ai que são "filhinhos ou filhinhas de papai", ou que são "apadrinhados" por alguma gravadora ou estúdio, e que não fizeram esforço algum para realizarem o sonho... mas a grande maioria é de pessoas honestas, humildes e dedicadas à Obra de Deus.

Aqueles que fazem da música o seu ministério, muitas vezes passam dias longe da família, divulgando e vendendo seu trabalho; dormem em salinhas de fundo de igrejas; recebem calotes de "irmãos"; se alimentam mal; e o que, na minha opinião, é pior: muitas vezes são humilhados e maltratados por santarrões que questionam o fato de o músico montar sua banquinha para expor seu material na saída do culto... Oh, Senhor, quanta hipocrisia!

E depois de tanta luta... de tanta lágrima... de tanta privação... vem alguém e simplesmente, com uma tacada do "Nero", faz cópias e mais cópias do seu trabalho e sai vendendo por ai a R$ 2,00.

A indústria da pirataria é injusta e desleal para qualquer músico, mas para os músicos cristãos, aqueles que fazem do louvor a Deus um ministério de vida, transmitindo em forma de poesia cantada aquilo que, às vezes, dezenas de sermões não conseguem produzir, para estes a pirataria é mais cruel e desumana.

Um cristão autêntico... aquele que pauta sua vida pelo que é nobre e correto... não deve ficar tratando seus "irmãos" desta maneira. O CD original pode até ser 10 vezes mais caro que o pirata, mas o motivo é simples: foi produzido com suor e dedicação.

Nós não podemos continuar praticando este tipo de coisa, seja comprando (ou copiando para vender) CDs e DVDs ou xerocando livros, pois tal procedimento está totalmente distante do ideal divino para o povo de Deus.

"Trate os outros como gostaria de ser tratado".
"Ame seu irmão como você ama a si mesmos".
"Não roube".
"Dê a César o que é de César".
"Não defralde ninguém".


Decorar doutrinas, aprender ritos gélidos, apontar o dedo de acusação para os que caem, vestir uma capa de "santarrice"... tudo isso é muito fácil, e a maioria de nós consegue viver esta vida sem muito "remorso". Mas o que o mundo precisa urgentemente é de pessoas que "não se comprem e nem se vendam", e que sejam tão fiéis à Palavra de Deus "como a bússola o é ao polo" da Terra.

Da próxima vez que formos comprar algum CD, DVD ou livro, prefiramos os originais, pois, mesmo pagando um pouco mais, estaremos contribuindo com o ministério de algum irmão em Cristo.

"Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis" (Mateus 7:20).

Nenhum comentário:

Postar um comentário