quinta-feira, 9 de abril de 2009

O Fim da América Cristã

O artigo de capa da revista Newsweek, do dia 13/4/09, escrito por Jon Meacham, trará o título: "O Fim da América Cristã".

O alarde surgiu com a divulgação da 2009 American Religious Identification Survey. O número de americanos que se dizem não ter afiliação religiosa quase dobrou desde 1990, indo de 8 para 15 por cento. Outro detalhe que chamou a atenção foi o fato de a região Nordeste dos Estados Unidos ter se destacado nesse sentido.

Segundo R. Albert Mohler Jr., presidente do Southern Baptist Theological Seminary, "os contornos mais básicos da cultura americana têm sido alterados radicalmente. O consenso judeu-cristão do último milênio está dando lugar para uma crise cultural pós-moderna, pós-cristão, pós-ocidental que desafia a essência da nossa cultura".

Ainda, de acordo com a pesquisa, a porcentagem daqueles que se identificam como cristãos passou de 86 para 76%. Atualmente, os judeus são 1,2% e os muçulmanos, 0,6%. Enquanto isso, o número de pessoas que se descrevem como ateístas passou de 1 milhão para 3,6 milhões desde 1990.

Outros dados interessantes apontam que menos pessoas consideram os Estados Unidos uma nação cristã, desde o ano passado, sendo que 68% dos entrevistados acha que a religião está perdendo influência na sociedade americana. Aqueles que pensam que a religião pode solucionar todos os problemas atuais nunca foram tão poucos--48%.

O artigo ainda apresenta uma perspectiva histórica do uso do termo "pós-cristão" e conclui: "Ser menos cristã não significa necessariamente que a América é pós-cristã".

Fonte: Crescimento da Igreja
(http://mecdias.blogspot.com/2009/04/o-fim-da-america-crista.html)

Nenhum comentário:

Postar um comentário